TRANSLATOR( BLOG OR POST)

13 de jun de 2014

Famoso quem?

Estou curiosíssima para saber quanto o famoso(?) belga levou para fazer essa abertura da copa do mundo de futebol, tão sem graça e mixuruca, para não dizer vergonhosa.

A ideia até que foi muito apropriada, mas que pobreza de elementos! Que amostra grátis de cada peça de nossa cultura! Pelo menos tivesse colocado uns cinquenta dançarinos de cada alegoria.

Não tinha escuridão para valorizar o globo iluminado? Então por que fazer a abertura àquela hora tão cedo e depois esperar uma hora pelo início do jogo?

Desnecessária também aquela exibição vulgar de Cláudia Leite, com rebolado sensual e de segunda categoria, quando a campanha é para tirar o selo de turismo sexual de nosso país. Classe, minha filha! Classe! Você foi vista por bilhões de pessoas expondo uma dança que não nos retrata. Para ser sensual não é necessário ser vulgar. 

Qualquer coreógrafo de escola de samba ou professor de escola média faria melhor essa abertura. Muito melhor.

Que decepção!

3 comentários:

Pitanga Doce disse...

Clarice, o carnavalesco da Unidos da Tijuca, campeã deste ano aqui no Rio, foi convidado para fazer a abertura mas não aceitou. Talvez não quisesse queimar seu nome com uma organização tão falha. De fato, ficou aquele gosto de "quando vai começar o show"? Também não entendi o que a Jennifer Lopez veio fazer aqui a não ser caras e bocas sexys num evento que não deve dizer nada a ela. Claudia Leite desfila apenas sua vaidade e suas plásticas novas, a cada aparição. Enfim, "cadê o show"?

Justine disse...

Não vi, e portanto não posso dar opinião. Mas se foi como tu e a Pitanga relatam, lamento por vós e pelo vosso país, Clarice!

Clarice disse...

Que imagem triste passamos. O que me pareceu foi que um país daqueles que mal alimentam seu povo se meteu a enfeitar festa de aniversário do vizinho.
Tanto dinheiro siu de nosso bolso para a tal FIFA, que ainda vai levar os lucros.
Enquanto isso..., melhor nem começar a expor o outro lado da cortina.
Meus humildes enfeites continuam tremulando ao sabor do vento, mostrando meu orgulho patriótico,mas essa abertura foi um "Ó" de vergonhosa.