TRANSLATOR( BLOG OR POST)

1 de abr de 2014

Noc! Noc!

Pessoas... que abandono este bloguinho. 

Assunto não falta. Falta ânimo.

Depois de muitas horas ouvindo serras elétricas a moldar, cortar e cortar(ZUIIIIIIIMMMMMM!!!!!!)  eu garanto:
Não acredito em inferno, mas se por acaso existir alguma coisa do gênero, diabinhos seriam seres com serras elétricas de alimentação infinita, cortando esquadrias, ali, logo ali, a menos de dois metros de meus ouvidos, enquanto um cachorro assustado late sem parar. Mais de oito horas dessa sinfonia.
(Não esqueçam que passei dois anos ouvindo a construção do prédio aqui quase dentro de casa. Tenho quase peninha de mim, snif!)

Depois vem a limpeza, o cheiro de cola e mais faxina pra retirar farpinhas enfiadas em todo canto, até sobre as hortaliças e flores. 

Gatos trancados para não pularem para o telhado, pois foi-se a tela de proteção para colocar vidraças. Ai, que a gatona conseguiu fugir duas vezes e tive que caçá-la à custa de guloseimas. Imaginem essa cena às 7 da matina.

Melhorou nos últimos dias, mas ainda não terminou. Hoje mesmo um incompetente não viu jeito de recolocar a tela de proteção. Mais telefonemas, mais horas de espera com gatos trancados.

Como pano de fundo, mas não menos importante, minha mãe briga contra o sistema, que não autoriza a quimioterapia necessária para o câncer que se espalhou.

Minha mais recente gatinha também faz quimioterapia e vai ter que fazer mais uma cirurgia para retirar todas as mamas e linfonodos.

E aí fica fácil entender porque bati o carro, não é?

Eu vou respirando fundo e lido com uma pedra de cada vez. Algumas delas tenho vontade de pegar e acertar a testa de uns e outros. Aí dou um jeito de ver as pedras de curling e durmo fora de hora.

Grande abraço. Visitas em breve, tá bem?

A moça bonita aí de cima veio daqui, um lugar cheio de frases sábias.


7 comentários:

São disse...

Pessoa dizia que iria construir um castelo com todas as pedras colocadas em seu caminho.

Não sei que te dizer para te consolar num momento complicado assim, pois quando tudo está mal, não sei como , mas as coisas pioram.

Só te posso deixar um apertado abraço e a minha total solidariedade.

Dalva M. Ferreira disse...

Solidariedade total. O pior é que a luta é absolutamente individual, só você pode vencer ou perder. Espero sinceramente que, a poder de muita inteligência, você vença e saia ainda mais forte desse embate. Por coincidência (ou nem) hoje amanheci élfica, escutando músicas do Senhor dos Anéis... Paz, amiga!
http://www.youtube.com/watch?v=dYhRGV8-kMw

Lian Tai disse...

Te mandando vibrações boas daqui!

Anônimo disse...

Um beijo !!!!!

Justine disse...

Que dizer, Clarice-do-outro-lado- do-mar? A vida é por vezes muito dura e muito injusta!
Toda a minha solidariedade pelos momentos maus que estás a passar, e aqui fica um abraço apertado cheio de força!
Beijo

Clarice disse...

Pessoas todas, obrigada pela energia, abraços e companhia. Já saí de valas mais fundas e mal cheirosas, então sei que tudo é temporário. Sempre acho do que rir e sigo em frente. Mas tem hora que o saco de pedras tem abrir um buraquinho, né?
A nuvenzinha ainda está por aqui e aprontou uma tv queimada, só pra variar há poucos dias o que me obriga a exercitar os neurônios em busca de alternativas.

Esse negócio de inferno astral mudou de época, por acaso? Caçarola!
Beijos e obrigada de novo.

Clarice disse...

Dalva, você não tem mais blog ?