TRANSLATOR( BLOG OR POST)

16 de out de 2012

Dinheirinho esquecido

Se você preencheu Declaração de Imposto de Renda entre os anos 1967 e 1983 e não tem a  menor noção nem lembrança de ter aplicado no antigo Fundo 157, entre aqui e confira.

Vai que tenha um pedacinho dos mais de 1 bilhão de reais esquecidos por mais de três milhões de brasileiros numa conta de um administrador, que você pode identificar na mesma pesquisa.

Herdeiros também tem direito.

Se a graninha for boa me convide para um chopp!

Se o link não funcionar copie e cole este endereço http://cvmweb.cvm.gov.br/SWB/Sistemas/SCW/CPublica/FormBuscaCota157.aspx

8 comentários:

Mauro Castro disse...

Tá louca Clarice? em 1983 eu nem era nascido! Sou da Xuxa pra cá hahahah
Há braços|!!

Gloria disse...

Tentei o meu e o do Luiz. Não foi. Valeu

Clarice disse...

Mauro, tá bom. Escondendo fortunas desde sempre, hein?
Abraço

Glória, eu tento tudo, mas a miséria era tanta na época, que não havia o que aplicar, a não ser milagre para a bufunfa durar até o final do mês. Imagine aplicar em fundos!
Beijos.

Anônimo disse...

Cla, não vou poder te pagar uns choppsss. não tem nada no 157.

pacheco

neu disse...

Acredite... Tenho todos os comprovantes dos meus impostos de renda da epoca. Banco America do Sul e banco Comind. Faz 5 anos que corro atraz do que e meu. Ate agora so dizem que nao tenho qualquer credito.

Clarice disse...

Pacheco, alguém vai levar essa grana, com certeza!

Abração

Neu, com tanta desvalorização pode ser que os zeros tenham desaparecido. O causo é que as administradoras dos fundos mudaram, Experimente localizar as novas administradoras. Vai que, né...?
Abraço.

Pitanga Doce disse...

Essa história do Fundo 157 é onda. Tomou Doril!

Olha, nunca mais postate foto daquela obra em frente "à minha humilde resid~encia", como diz o Teló.

São disse...

Impostos? Devolução? Mimha querida , tenho uma experiência terrível nesse sentido com o Estado português que não me devolveu 575 contos .

O erro foi do Estado , que na altura foi avisado por mim, tendo eu que devover o dinheiro (absolutamente de acordo pois não o deveria ter sequer recbido), mas a patifaria foi não me ter devolvido o IRS.

Portanto , paguei um imposto de cinco mil e tal euros por rigorosamente nada !!

Beijinhos, linda