TRANSLATOR( BLOG OR POST)

24 de mai de 2012

Violência e assédio são assuntos sérios, por favor!

Leio as notícias com atraso, porque recolho os jornais uma vez por semana, apenas para que o folgado do cão faça seu xixi diário.


Assim, fiquei sabendo hoje, do que apareceu no Fantástico(que também não vejo), sobre aquela apresentadora, responsável pela aparência e comportamento de adultas precoces nas crianças da geração das décadas de 70 a 90 e mais. Felizmente ela perdeu audiência ao longo da programação da emissora, assim essa influência nefasta reduziu seu alcance.


Não coloco dúvida sobre ter acontecido de fato o assédio e a violência sexual relatados, mas o que me espanta é ver essa megalômana aparecer com esse assunto tão grave, e ter esquecido que fez um filme pornô com um pré-adolescente, antes de ficar famosa.


Eu duvidei da manchete e assisti ao vídeo. Depois disso não consigo mais nem ouvir o nome dessa sujeitinha hipócrita. 


O vídeo circulou pela rede há alguns anos e alguém da poderosa emissora deve ter feito o que pode para tirá-lo do alcance de outros olhos. 


Juro que não vi nenhum tremor, nenhuma lágrima, nenhuma revolta contra o diretor, o câmera, nenhum arrependimento dela durante o vídeo- as cenas se passavam na cama, acreditem!-, que lembrasse nem de longe que ela havia sido abusada quase com a mesma idade do menino.


Não fiz nenhuma questão de guardar o vídeo, porque é nojento, mas alguém deve lembrar dele. Como esquecer? Como esquecer as fotos de sexo oral entre ela e um parceiro sem nome, sem qualquer censura? Tudo pela fama? Tudo pelo dinheiro? Sem lembranças do abuso sofrido, ou castigando-se pelo silêncio covarde?


Parece que não há nada melhor do que causar um novo escândalo para reaparecer e provocar resposta da mídia.


Que pelo menos esse pretenso drama(quem vai confirmar? quem vai comprovar?) sirva de alerta para tantos pais e familiares sobre o que pode ocorrer com seus filhos. 


Tomara que a fama dessa senhora possa dar a esse assunto tão sério o retorno devido e compense sua responsabilidade por outros dramas vividos por milhares de famílias depois que ela apareceu na TV. 


Abuso contra crianças e adolescentes é um assunto da maior gravidade e não deveria servir para recuperar ex-famosos do ostracismo.


Ou eu escrevia isso ou enfiava um dedo na garganta para vomitar. 



4 comentários:

Anônimo disse...

Sem contar que a familia aparece para afirmar que não sabia de nada, porque ela era uma vassourinha desde criança. Ninguem segurava as "peraltices" da guria, que trocava namorado toda semana.
neu

Pitanga Doce disse...

Também achei que não cabia tal declaração. Não acrescenta nada saber, depois de tantos anos, quem foi ou não abusado. Talvez seja uma corrente de casos de abuso, fotos roubadas de computador...vai saber, né? Sabe como é...o BBB acabou! Há que se manter os escândalos no ar!

Beijos, Clara. Estudar pra quê???

Justine disse...

É uma vergonha! Mas onde encontrar vergonha e ética nos comportamentos de alguns, hoje em dia??

Rafael Perfeito disse...

Eu não gosto da Xuxa... mas acho que no caso do filme ela foi mais vítima do que corruptora, afinal, até onde me consta, ela tinha somente 16 anos. E o filme não é pornôzão, é pornochanchada, há uma diferença. Coitada... imagino o grau de discernimento de uma pessoa dessas... a vida inteira na televisão, a vida inteira idiotizando pessoas, a vida inteira se mostrando sensual em programas de crianças a mando de uma emissora nada ética... é uma coitada... nunca soube dizer não. Aos abusos sofridos quando criança tal postura é difícil: dizer não... mas aos abusos que sofreu e fez, quando adulta, nunca soube dizer não.