TRANSLATOR( BLOG OR POST)

8 de dez de 2011

E em primeiro lugarrrrrr....

Se essa não é a árvore mais criativa não sei o que é.  Onde mais se criaria uma árvore de redes, que são produzidas ali e vendidas em todo lugar?

Saiu do blog da cadeirinha de arruar. Além de ser uma contadora de histórias de primeira, ela nos encanta com as coisas típicas de sua/nossa terra.


6 comentários:

Pitanga Doce disse...

Se a árvore viesse cheia de redes coloridas (que eu amo)e mais a varanda frente ao mar...

Clarice disse...

Pitanga, pois essa autora do blog é do Ceará. Nem precisa de desculpa pra usar rede, né não?
Eu sou adoradora de rede desde pequena. Aqui o vento é que decide quando eu posso esticar a dita. Agora, por exemplo, estamos com vento sul e chuva. Mereço!
Beijos.

Pitanga Doce disse...

...e mandaste a chuva pra cá!

Anônimo disse...

Tambem tenho rede e sempre estou pendurada nela. Muito legal o blog da cearence; tentei comentar mais me enrolei toda com a conta do google. Acho que não tem como me acostumar com estas coisas.
Que pena Lê

Dalva Maria Ferreira disse...

Eu já tive três redes. Vou partir para mais uma, loguinho loguinho. Tem lugar mais gostoso para se ler um bom livro?

Clarice disse...

Pitanga, mandei, nada! Foi só amostra. O pingo maior ficou por aqui.
Bjs

Lê, uma delícia deitar na rede, desde que não despenque comigo nela, rs.
Tente comentar como anônimo, então.
Beijão.

Dalva, ler um livro, acomodar cachorro e gato, um de cada lado, desistir por causa do vento,cair dela.Rede é sempre um bom assunto.