TRANSLATOR( BLOG OR POST)

5 de out de 2011

Para não morrer de amor

Agressões entre namorados e casais não acontecem por acaso. Morte de mulheres por homens ciumentos e possessivos podem ser evitadas. Se o cérebro se sobrepuser à paixão. Difícil, é verdade, mas há sinais que não só os envolvidos, mas até os familiares podem notar e que poderão ser a diferença entre um caso de polícia ou uma união, inclusive de amizade, saudável.

Para quem quer pelo menos ter alguma noção do que pode ser feito, preventivamente, para evitar relações que podem ter um final criminoso(ultimamente temos visto na televisão coisas absurdas, ou não?), há um livro indispensável para qualquer mãe, pai, amigo, parente. São dicas sobre como reconhecer sinais de que quem está próximo oferece perigo a curto ou médio prazo.

Colhi numa entrevista sobre o livro uma dica preciosa sobre como ligar o desconfiômetro sobre quem está cativando seus interesses amorosos, de amizade, de trabalho. Simples, como deve ser o que é bom.

A pessoa que você está conhecendo ou com quem você convive propõe alguma coisa, escolhe alguma coisa por você, pede alguma coisa, faz alguma coisa com o que você não concorda e essa pessoa sempre ou com muita frequência, tenta "negociar"(atencão, esta é a palavra!) o seu não, tenta convencer você a mudar de ideia, tenta demonstrar que seu não pode ser mudado. FUJA!  Negue-se a continuar ou a começar um envolvimento com pessoas desse tipo.
Esse é o comportamento de dominadores, de pessoas que gostam de controlar, de escolher por você.  No futuro essa dominação pode virar agressão verbal e física, se você se rebelar ou tentar sair do relacionamento.

Não se trata de conversar, discutir um assunto para tomar uma decisão em conjunto, mas de querer que sempre a vontade dessa pessoa prevaleça. De não aceitar uma decisão da outra pessoa e querer sempre mudá-la a seu favor.

Nao aceite dominação fantasiada de negociação.

4 comentários:

Anônimo disse...

Talvez todos tenham sem perceber um pouco de dominação. Creio ser por este motivo que as negociações sejam ás vezes tão demoradas e complexas. Em todas as áreas humanas; alguem sempre abre mão de algo. O equilibrio completo é bem raro. A educação e a humildade; saber colocar-se no lugar do outro ajudaria muito não acha ?
Beijinhos Lê

Clarice disse...

Lê, é verdade. Nesse caso a recomendação tem endereço certo: mulheres que são vítimas de pessoas dominadoras. As dicas do livro quem sabe ajudariam a evitar tantas mortes e violência doméstica, não é?
Abraço

Graça Pereira disse...

Uma postagem esclarecedora e actual!
Os jornais e noticiários estão repletos destas notícias! Acredito (talvez a minoria) que alguns começaram com as melhores intenções e com vontade de acertar passo com o seu par e só situações graves e intensas, fizeram modificar o seu modo de estar na vida! Mas, a má formação e educação, a própria má índole e muito, muito egoismo, constroem estas situações incríveis.
Beijo
Graça

AVOGI disse...

CLARISSE
desculpa se não leio o que escreveste mas hoje ando numa roda viva a deixar donativos nas capelas que visito religiosamente. voltei ao meu blogue antigo: avogieaspulgas.blogspot.com
desculpa volto logo. aponta este pois que o novo vai emigrar.
kis :=)