TRANSLATOR( BLOG OR POST)

5 de set de 2011

O alecrim nunca mais será o mesmo

Das Minas Gerais veio tanta gente que sabe o que fazer com palavras para encantar quem lê. Mesmo depois de criar espaços profundos em São Paulo, fica aquele cheirinho, que só se encontra em quem foi criado nas casas em que moram fazedores de mesas fartas e braços que abrigam.

Já apresentei essa buscadora de memórias, mas repito o caminho com esta história imperdível.

4 comentários:

São disse...

Tem razão: a estória é uma ternura e está muito bem escrita.

Um abraço grande

Dalva Maria Ferreira disse...

Ô Clarice, a tua generosidade não tem tamanho! Valeu a pena esperar tanto pelas pazes. Obrigada!

Clarice disse...

São, quando essa blogueira acerta a mãe acerta a gente também.
Abraço.

Dalva, para fazer jus ao mote do blog eu conto o que vi e gostei.
Abraço.

Anônimo disse...

Que saudade de Lambari !!! Seu texto,e tambem o blog indicado, acordou tanta lembrança e tanta coisa vivida naquele cantinho mineiro abençoado. Amigas e histórias que la ficaram.
O alecrim da beira d água ainda me espera lá. Tenho que voltar.
Adorei a história da Dalva. Quanta coisa cada uma de nós carrega né?
Beijinho LÊ