TRANSLATOR( BLOG OR POST)

25 de ago de 2011

Uma questão de gosto e de saúde

Então o sujeito achou uma piada ou heresia eu escrever que o calçado chamado tênis é apropriado para proteger o pé e não para dar conforto.

Tênis é um calçado destinado a ser usado na prática de esportes e exercícios físicos. Para cada atividade um tipo, exaustivamente estudado, cientificamente programado, paranoicamente protegido para que não lhe seja roubado o modelo. É feito para proteger partes específicas do corpo e movimentos enquanto seu formato está íntegro. Tênis muito confortável é inapropriado.

Já reparou que atletas de sucesso parecem estar sempre de tênis tirado há minutos da caixa? Pois foram! Os tênis deles incomodam, criam calos e bolhas, são apertados. Mas protegem o esqueleto e a musculatura. Os atletas duram mais com tênis que duram menos.

O fato de que esse calçado tenha sido levado às ruas e, pasme, ao restaurante, até ao escritório, além de demonstrar gosto duvidoso é inadequado à saúde dos pés e do corpo. Porque, via de regra, esse uso contínuo e excessivo dá ao par de sofridos tênis uma quilometragem abusiva, a ponto de desgastar a sola, inutilizar a palmilha e em alguns casos, furar  a ponta. O que levará a pisar errado e, bem, o resto vocês devem saber.

Sabia que tênis não deve ser lavado? Para não perder a forma. Para não sofrer alterações que resultem em deixar de proteger os pés. Faz sentido?

A turma da quase terceira idade tem uma tendência esquisita de preferir tênis a calçados apropriados à idade. Já existem calçados que melhoram a sensibilidade da sola dos pés(que diminui com a idade) e muitíssimo confortáveis. Muito mais elegantes e apropriados. Só porque ficou mais velho não precisa ficar relaxado, certo?

Usar tênis fora de sua indicação é mais ou menos como ir à praia de sapato de salto.

Repito que se o tênis está confortável já perdeu sua utilidade. Se duvidar, pergunte a um tenista(desculpe a redundância), a um corredor, a um praticante de atletismo. Pergunte a um ortopedista, a um professor de academia, a um treinador. O tênis é usado, ou deveria ser, para evitar lesões e dores; para melhorar o desempenho.

Nas lojas de calçados existem dezenas de sapatos, sandálias, chinelos muito confortáveis e muito mais apropriados para acompanhar, jeans, calças, saias, vestidos, shorts, etc. Bem mais baratos até!

Conforto não é uma questão dispensável, mas usar tênis fora de atividade esportiva é falta de capricho, no mínimo.

O tal de sapatênis? Um horror elevado ao quadrado. Mistura de feiúra com bobice. Não compre, não dê de presente e não use.

Tem questões mais importantes que essas? Sim, mas cada coisa a seu tempo. Aguarde!


O embaixador de chulé veio daqui.

Quinta-feira é um dia corrido e cansativo, então o texto segue assim, tipo um pé na frente do outro, que já estava pronto há algum tempo.

5 comentários:

AVOGI disse...

SAPATENIS? fizeste-me rir com esta palavra
kis :=)

Clarice disse...

AvoGi, pasme, mas eles existem! Horrorosos!
beijos.

Pitanga Doce disse...

Quem inventou o sapatênis devia estar de mau humor. É "horrorível"!

Em Portugal também há mas com um outro nome que não lembro agora. Talvez "sapatilhas de cunha". Será? É que o tênis lá é sapatilha e cunha é o nosso "anabela".

Boa tarde Clara. Sol e chuva! Pode??

Dalva Maria Ferreira disse...

Uia! Muito interessante, eu jamais havia pensado sobre o tema. Faz muito sentido.

Clarice disse...

Dalva, a popularização desse calçado leva a esses enganos no uso, que até podem prejudicar quando o objetivo é outro.
Meus tênis morrem de velhos, de abandonados.
Abraço.