TRANSLATOR( BLOG OR POST)

24 de jul de 2011

Para colher palavras


Sigo este blog há muito tempo e sei que a autora não é de escrever toda a semana, sequer todos os meses. Já faz muitos dias que não escreve novas combinações de palavras. Mas eu volto e leio, releio e encontro sempre um perfume nas palavras, um jeito novo de ver o que já vi.

Ela é intensa, apaixonada, dolorida, cruel, carente, plena e sabe-se lá o que mais vocês podem achar dela. É uma experiência para repetir. Ela consegue fazer de um punhal uma confissão de amor. Um texto nos empurra suavemente para outro. 

Passe os olhos. Experimente. Fica um gosto de dor, de drama, de alegria, de entrega, de espera. E já que se fica sem palavras, não há como comentar, mas no perfil tem e-mail.

Para acesso ao arquivo completo, clique no linck tudo de mim.

A flor da fotografia esteve em meu jardim.

3 comentários:

Dalva Maria Ferreira disse...

Super mesmo. Há pessoas que têm esse dom de expressar perfeitamente o que vai dentro da alma. Eu também conservo um blog de alguém que já se foi, a maravilhosa e saudosa Lígia, mas me recuso a apagar suas pegadas na minha net.

Clarice disse...

Dalva, alguns de teus posts e poesias também já provocaram essa reação.
Eu vou paseando nos jardins alheios pra ver se algum perfume cola na minha escrita.

São disse...

Bom, custou...mas entrei nos comentários!

Fui ler o blog e gostei.

Gostei também da ideia de ter uma parede à disposição das crianças.

Beijinhos, belezura