TRANSLATOR( BLOG OR POST)

11 de jan de 2011

Perguntinha que não quer calar

Um minuto de silêncio nos EUA. Só depois de tantos outros episódios da mais alta violência e ignorância. Atos de jovens que, invariavelmente, são classificados como doentes mentais(hã?) e que tiveram acesso fácil a armas.

Estarei sendo muito cínica ao perguntar se esse minuto de silêncio só ocorreu porque há uma representante política(que virará heroína, sobrevivendo ou não) entre as vítimas? 

Até tu, Obama?

O país deveria fazer silêncio pelo resto de seus dias, em memória de tantos inocentes vítimas de erros de pais e sistemas permissivos.

Silêncio de tanta vergonha pelos pais que geram filhos e não só fazem questão de enviá-los para guerras idiotas, mas ficam orgulhosos se eles morrerem nelas.

Que vergonha!

6 comentários:

São disse...

Devo declarar que sou suspeita, pois considero que os EUA são patológicos na sua organização de sociedade.

Imperialistas, já temos provas provadas que são e que, para cúmulo, se acham superiores em tudo ao resto da Humanidade.
E na estupidez, no cinismo e na perversão , são-no , realmente!

Um abraço enorme.

Pitanga Doce disse...

É um essspetáculo! E depois quando os Senhores saem do seu país se cercam de segurança, enterditam ruas, por falta de segurança e atentados...nos outros países.

Boa noite Clarice. Por aqui chuva.

Anônimo disse...

Oi querida
Antes de tudo fico feliz pelo seu retorno ao blog. Sabe? Ja andava preocupada e saudosa.

Concordo com as opiniões ja escritas.

Tive de deixar os óculos na ótica para trocar as lentes e quase não estou vendo; por este motivo não vou me prolongar. Beijinhos. LÊ.

ManDrag disse...

Concordo com: "silêncio pelo resto de seus dias". Os EUA, desde a sua criação apenas têm semeado e vivido, guerra, opressão, violação e escravização. O Império do cinismo.

É mesmo: Que vergonha!

Abraços

Clarice disse...

Pessoas, estive fora do ambiente por motívos técnicos.
Visitas aos poucos.
Abraços a todos.

São disse...

Regressa, então, nem que seja aos poucos, rrss

Beijinhos, linda