TRANSLATOR( BLOG OR POST)

20 de dez de 2010

Até quem não acredita ganha presente

Hoje recebi um presente magnífico.

Repito o que comentei no blog dessa pessoa tão generosa: refletir sobre a fatuidade da vida e seus altos e baixos é sempre uma excelente oportunidade para lembrar de alegrar-se sem vaidade com as vitórias e aprender com as dificuldades.

Para quem quiser cantar junto(oh, sim, eu me atrevo, nesse tom), ou conhecer a tradução(livre, encontrada na rede):

I - Fortuna Imperatrix Mundi (Fortuna, Imperatriz do mundo)

Ó Fortuna variávelcomo a lua
cresces sempre ou diminuis,
detestável vida!
Hoje maltratas amanhã lisonjeias
brincas com os nossos sentidos
a miséria o poder
fundem como gelo em ti.

Destino cruel e vão, roda que giras
a tua natureza é perversa a tua felicidade vã
sempre a dissipar-se pela sombra e em segredo
aproximas-te de mim apresento o meu dorso nu
ao jogo da tua perversidade.

Felicidade e virtude
são-me agora contrárias;
afecções e derrotas estão sempre presentes.
Nesta hora sem demora pulsai as cordas
pois que o bravo, derrubado pelo destino
chorai todos comigo.

E para os puristas, em latim:

O Fortuna, velut luna, statu variabilis,
Semper crescis aut decrescis, vita detestabilis.
Nunc obdurat et tunc curat ludo mentis aciem.
Egestatem, potestatem dissolvit ut glaciem.

Sors immanis et inanis, rota tu volubilis,
Status malus, vana salus, semper dissolubilis.
Obumbrata et velata mihi quoque niteris.
Nunc per ludum, dorsum nudum fero tui sceleris.

Sors salutis et virtutis, mihi nunc contraria,
Est affectus et defectus, semper in angaria.
Hac in hora, sine mora, corde pulsum tangite,
Quod per sortem, sternit fortem, mecum omnes plangite


Obrigada, SÃO!

2 comentários:

São disse...

Minha querida Amiga, que surpresa linda !

DE coração te agradeço !

Bem hajas!!

Espaço do João disse...

Sortuda.
Que os amigos nunca se esqueçam.
FELIZ NATAL.