TRANSLATOR( BLOG OR POST)

3 de fev de 2010

De papo com a polícia

O oficial da Polícia Rodoviária Estadual, enquanto providencia o famigerado Boletim de Ocorrência*, atende a filha ao telefone e diz que ela está perturbando por conta do show da premiadíssima Beyoncé.

Segundo ele, ela encantará turistas e manezinhos em Florianópolis, mas ficará hospedada num resort no município de Governador Celso Ramos, que tem paisagens e praias belíssimas.

A exemplo do que aconteceu no Rio de Janeiro, quando a Bardot por lá deixou suas pegadas, aquele lugar nunca mais será o mesmo, digo eu.

O cabo entra na conversa e informa que o ingresso mais pobrezinho custará R$250,00.

Para essa turma,  isso nem é dinheiro. A maioria que vai ao show não gasta isso em livros em dois anos. E tem gente que vai tomar sopa de pedra por muito tempo para ir ao show. A mesma turma que reclama do preço do passe de ônibus, da mensalidade da escola...

Mais vale um gosto que um vintém? Ou cultura de cabeça para baixo?

* Como fui parar no posto da Polícia Rodoviária eu conto noutro dia.
O vídeo foi enviado por W. Henrique, que por enquanto não cobra royalties.

7 comentários:

Gloria disse...

Ah pois é! O nome disso é modismo e falta de senso.Sou louca por Paralamas, Titâs e Roupa Nova,mas se o ingresso passar de R$30,00, esquece, não vou!
Aguardarei em cócegas o resto.

Clarice disse...

Glória, minha filosofia a respeito de dinheiro é que ele foi feito pra gastar com o que se precisa e gosta, mas o deslumbramento é tanto que ultrapassa o razoável. De repente todo o estado perde o pé e imagina que o mundo vai acabar se não for ao show.
O local vai deixar em crise todo o trânsito do norte da Ilha, a BR 101e as SC todas.
A exemplo do que ocorreu com Pearl Jam há alguns anos, vira um inferno.
Ainda bem que aqui no sul não tem espaço para shows.
Com R$250 pilas eu compro umas 5garrafas de vinho, ou 10 livros...
Beijão.

São disse...

Mas , afinal, essa criatura merece tanto delírio?

Enfim, aqui se passa igual: os bilhetes para os U2, em Coimbra, esgotaram com um ano de avanço!!
E isto num país atolado em dívidas, imagine-se...

Um felzi fim de semana, com pouco barulho.

Pitanga Doce disse...

Tu foste parar no POsto de Policia e eu no de Saúde com crise renal, coisa que nunca tive na vida. Isto é praga de mulher feia, caramba!

Ô Clarice faz um despacho aí pra mim numa encruzilhada a meia noite, filha? hehehehehe

beijos um "poucochinho" frios

Clarice disse...

São, ela tem carisma e sabe cantar, mas ese povo tá gastando o que não tem pra não ficar de fora.
Beijos, caríssima.

Pitanga, minha frô! Crise renal? Coisa de doer demais, que eu socorri meu chefe com uma há alguns anos e só voltei a ver alguém assim quando eu tive nó na pança.
Cuide disso direitinho e dá uma espiada nos quitutes que você come pra tirar o que causa esses cálculos. Que nunca mais aconteçam e que você melhore loguinho.
Aproveite a neve por mim.
Beijos.

Mauro Castro disse...

Aposto que fostes parar no posto rodoviário por culpa de algum taxista estabanado.
Há braços!!

Clarice disse...

Mauro, imagine! Aqui os taxistas são atenciosos, delicados, nunca tem pressa, não ultrapassam pela esquerda, não furam sinal, não forçam a entrada na tua pista, nem reclamam se você parar para o pedestre passar.
E sempre tem o cinto de segurança para o passageiro.
:)