TRANSLATOR( BLOG OR POST)

23 de dez de 2009

Para quem acredita

Todo  mundo conhece aquele ditado que começa assim: não há palavra que convença quem duvida e quem acredita, ninguém convencerá do contrário.


Sei lá, mano! Não era bem assim, mas pegou o espírito da coisa, né?


Então, pra quem acredita em Natal, um bom Natal com aquele espírito de solidariedade, que é mais importante que ajoelhar e rezar feito borboleta sem cabeça.

É bom (re)nascer a cada dia que acordamos, reparou nisso? Dar um presente para uma criança pobre também. Qualquer dia do ano.


Pra quem acredita em Papai Noel, tomara que ganhe o presente que estava esperando. Se não ganhar, vá até a loja, compre e saia com um sorriso bem grande na cara. Se puder, mande a conta para quem deveria ter comprado pra você. Se não puder, curta seu presente. Você merece um presente por ano, ou não?


Eu não acredito em Natal nem em Papai Noel, mas já me presenteei. Assim não preciso ficar acordada até a meia noite pra ver se pego o velhinho no ato.

4 comentários:

Tozé Franco disse...

Votos de um Santo Natal.

São disse...

Que vivas este dia em amor com os teus!

Beijo-te.

Pitanga Doce disse...

Como é que é? "rezar feito borboleta sem cabeça." Essa eu não conhecia.

Olha por aqui teve de tudo. Comidinhas, bebidinhas e harmonia que era aquilo que mais me preocupava. "Tá-se bem"!


Feliz Tudo, Clarice!

Clarice disse...

Tozé, do jeito que se conta a história tem que ser santo pra acreditar.Mas festa sempre faz bem, família reunida sempre vira festa.
Abração.

São, esse exercício é que garante um pouco da harmonia que nos faz tão bem, não é?
Beijos.

Pitanga, repare em alguma que perca a cabela. Bate as asas mas não vai a lugar nenhum. Rezar é negociar com algo que foi inventado para nos confortar.Que seja, mas não leva a nada, não é? O negócio é agir.

Aqui o bando apareceu de surpresa na tarde do dia 25. Calor de rachar, um monte de italianos conversando, cachorro doente e gatos assustados, Papai Noel musical passando nas ruas.
Ainda bem que é só uma vez por ano.
Abraço.