TRANSLATOR( BLOG OR POST)

20 de ago de 2009

Envelhecer é uma merda!

Eu ando meio sacuda dessa torrente de mensagens, textos e slides que colocam mulheres com mais de 50 anos num pedestal; que dizem que a melhor fase da vida é depois dos 70 e que nunca foram tão felizes como agora que tem 80.

Quer saber? Envelhecer é uma merda!

Você tenta entrar naquele sapato muito elegante, que usava quando tinha 40 anos e descobre que se subir naquele salto irá, no mínimo, para a emergência da ortopedia.

Se usar uma roupa daquelas que usava quando tinha 45 vão te chamar de perua assanhada, porque cores vibrantes são para ninfetas.


Se aparecer na praia de biquini é porque não se olhou duas vezes no espelho, ou porque descobriu que não vai chamar a atenção mesmo, então pode sair até de roupão e botas e borracha, que ninguém repara.


Aquele jeans que provocava olhares cobiçosos agora só mostram que a bunda está procurando apoio no calcanhar. Aquele vestido vermelho, justinho, que provocava assobios? Deus me livre!

Os peitos estão firmes e empinados porque o silicone segura, mas aquela dobrinha nas costas não tem jeito.


Ficar em frente ao espelho de corpo inteiro e sem roupa é um teste que eu recomendo a qualquer mulher com mais de 40 anos, porque você coloca em cheque sua escala de valores.

Beleza interior uma ova!

Na hora de comprar roupa você agora gasta o dobro do tempo, porque ou aperta em cima ou não serve embaixo.


Não é o peso. É a forma.

(Se alguma maluca aí de plantão vier com esse papo de que o importante é se sentir bem e que o mundo se dane, pra que você tem espelho em casa então? Pra decoração? Pra espantar vampiro?)

Barriguinha... Barriguinha agora é aquela coisa indefinida entre a virilha e o estômago, que não pode ser dividida por um cós nem amarrado com cintos largos.

Envelhecer é horrível quando você ainda é isso tudo e as juntas começam a doer, o sono demora a chegar, tudo que você tenta levantar é pesado demais e você geme e bufa a cada meia hora do dia; tudo o que você come ou bebe pesa no estômago e na balança.

De repente você começa a conhecer especialidades médicas que só vira em revistas científicas. O principal assunto são suas dores e o nome de médicos.

Envelhecer é quando o rapaz interessante diz que adóóóóra mulheres mais velhas e aí você se dá conta de que se não tomar cuidado vira notícia de página policial.


Envelhecer é uma merda, porque você começa a contar as possibilidades de ver no que vai dar o aquecimento global, o terremoto em Los Angeles, ou a erupção do filho do Krakatoa.

Para que ninguém pense que deixei a profundidade de lado e uni meu cérebro à mediocridade, é claro que eu louvo essa maravilha que é ter qualquer idade. Adoro ter a idade que tenho. Principalmente porque encontrei uma coisa chamada serenidade, que dificilmente me deixa na mão.

É mais que maravilhoso poder escolher o que e quando fazer. Ou não fazer. Essa coisa chamada liberdade, pelo menos por enquanto é exercida na sua máxima potência e mesmo para alguém que como eu nunca se lixou muito para a opinião alheia, poder fazer ou deixar de fazer alguma coisa é muito doce.

O que me enche o saco é esse louvor às qualidades, essa ladainha de endeusamento por conta do número de anos e não pela qualidade intrínseca da mulher, que tanto pode ser maravilhosa como um desastre em qualquer idade. E não estou falando de aparência.

Eu quero saber onde anda esse povo que fica falando maravilhas das mulheres com mais de 40 e 50. Desconfio que estejam ao telefone com mulheres de 25, 30,35...

Gente! Não tá parecendo que voltei ao normal?

18 comentários:

HSLO disse...

Hum...eu não quero envelhecer....rsrs

Belo texto, viu


abraços

Hugo

Anonymous disse...

Por sua causa comecei o dia dando ótimas risadas. Bom começar assim.
Beijinho. Lê

Pitanga Doce disse...

Huuum, esse teu texto dava outro texto casadinho. É que esqueceste de inserir o "Ô lôco" do Faustão quando aparecem aquelas senhoras da tv com mais silicone do que o pedreiro usa aqui em casa para os consertos da canalização e diz "não é qualquer uma que pode exibir essa forma na sua idade"!

E nas novelas as mulheres ditas "maduras" arrebatam o coração dos jovens e eles dizem que idade não faz diferença e aí a atriz é obrigada a usar um soutien de enchimento que os peitos batem no queixo e está sempre com uma disposição impressionante de fazer qualquer coisa super, hiper, mega radicais.

Não há menopausa para estes seres viventes????

Pitanga Doce disse...

Ah, não te disse que a chuva vinha??? Chegou e trouxe a gripe de volta. Ó dó! Mas é uma gripe que não é do Tipo a A, B ou C como o leite. É do tipo Mila e só. hehe

Clarice disse...

HUGO, não tem jeito, um dia ela chega. Ainda bem que vem de mansinho. Um pouco por dia.
Bom é envelhecer com classe e planejar tudo tão bem para que você possa decidir o que fgazer de seus dias e noites.
Beijão, menino.

LÊ, mas não é? Na hora que dói aqui e ali não adianta vir com esse papo de gloriosa mulher, sábia mulher. Cadê esses louvadores na hora de te chamar para um papo, ou um abraço ou quem sabe o quê, hein? 'Tão lá com as de 30, 35...
Já ganhei a semana se fiz você rir.
Beijo, linda!

PITANGA, não foi esquecimento, não. É que faz uns dez anos ou mais que não vejo aquele gordo chato e novela então, acho que a última que vi foi a do Sinhozinho Malta. Por pura falta de paciência.
Resfriado que vai e volta é sinal de que precisa fortalecer esse corpitcho, viu?
Por aqui seguramos os curtos cabelos para não voarem até o Chile com essa ventania.
Aproveite o final de semana, viu?
Beijos.

Pitanga Doce disse...

Clarice, és capaz de guardar um segredo? Esta noite vai rolar um bacalhauzinho de forno e vinho branco para acompanhar e ele não sentir tristinho que ninguém é de ferro e essa gripe tem de ir para o raio, ó filha!

José disse...

Olá Clarice
passei por aqui goste do texto, e da frase a velhice é uma merda.
Embora fale só de mulheres mas para os homens é igual.
Se quiser passar no beu blogo tenho lá um poema Brasileiro "Veíce" esse fala só nos homens.

um bom fim de semana
josé

José disse...

Clarice desculpe lá comecei logo dando erros,e eu como estou a dar os primeiros passos no computadr não sei lidar muito bem com isto.

W.Henrique disse...

Eita Clarice, quéquéisso ? Pelo que ví só desfilastes aí o que encontras de negativo. E os pontos positivos ? Esqueceste-os ? Vamos fazer assim. Te dou alguns dias para enumerares o que de bom, de positivo, de vantajoso, tem o envelhecer. Encontrarás, com certeza, tudo aquilo que se pode esperar para uma velhice tranquila. Pra começo de conversa esquece o corpo físico e os probleminhas que a velhice acarreta para êle. Depois começa a contar tudo o que encontras de bom e proveitoso desde que o teu espirito se mantenha jovem. Garanto que que essa "merda" não será tão grande assim. Não é ?

Abração
W.Henrique

Clarice disse...

JOSÉ obrigada pela passagem e comenário bondoso.
Aqui neste bloguinho é suficiente se fazer entender. Eu como letras a toda hora.
Teu blog será visitado, com certeza.
Um abraço.

WALDEMAR,e eu vou dar uns dias pra você ler a parte colorida.
Beijão.

José disse...

Olá Clarice

Muito obrigada pela sua visita ao meu blogo,e pelas palavras bonitas que lá deixou, para mim são muito impotantes as opiniões das outras
pessoas
Queria ser seu seguidor mas não vêjo como.

Daqui do sul de Portugal
com tutistas muitos mil
vai um abraço fraternal
para o sul do brazil

José

neu disse...

HOJE É O DIA INTERNACIONAL DOS PERTURBADOS !!!!!

Por favor mande uma mensagem de encorajamento para um amigo perturbado...

assim como eu fiz.


Eu não me importo se você lamber janelas,
jogar pedra em avião,
ou querer bater prego com a testa,
mas lembre-se, todos os sessenta segundos que você gasta irritado,
perturbado ou louco,
é um minuto de felicidade que nunca mais vai voltar!!!


A mensagem de hoje ?


A vida é curta, quebre as regras, perdoe rapidamente,
beije demoradamente, ame verdadeiramente,
ria incontrolavelmente, e nunca deixe de sorrir,
por mais estranho que seja o motivo.





A vida pode não ser a festa que esperamos, mas, enquanto estamos aqui, vamos dançar...



Encaminhe a todos os amigos perturbados que você tem, eles vão gostar de ser lembrados...

EU JÁ FIZ A MINHA PARTE .............................

São disse...

Minha querida Clarice: ADOREI !!!!


Efectivamente, esse teu texto é uma maravilha de lucidez, humor e verdade!!

Um abraço. ENORME!

Anonymous disse...

É isso aí.... adorei

Filomena

Tozé Franco disse...

Olá Clarice.
Adorei o texto. É um facto que me cou queixando de coisas que não julgava possível há uns anos, que os óculos já são inseparáveis da in ha pessoa, e blá. blá, blá.~
Agora a esperiência também me tem permitido viver certas coisas d e outra meneira.
Um abraço.

Clarice disse...

JOSÉ, enquanto eu não coloco selo de seguidores, podes colocar meu blog na lista de favoritos.
Beijos e adorei os versinhos, viu?


NEU, como disse aquele ganhador de um milhão: O tempo que você gasta julgando os outros ou a si próprio é o tempo que você deixou de amar os outros ou a si mesmo.

Eu tenho carteirinha de perturbada, viu?
Bom ter você aqui e novo.
Abração.

SÃO,pois é minha cara.Eu continuo esperando aqueles louvadores dos 50,que estão namorando as de 30 e 40!
Beijão e muito sol!

FILOMENA, tem hora que dá vontade de chutar o balde, não é?
Abração e obrigada.

TOZÉ, ainda bem que só se envelhece um dia de cada vez e que com o passar dos quilômetros fica mais fácil aceitar nossos novos limites. Andando mais devagar podemos apreciar melhor a paisagem.
Beijos.

Anonymous disse...

Concordo demais, envelhecer é uma merda, ver seu marido tão gordo e tão velho quanto vc conseguindo vaga na concorrência mais jovem (como tem mulher disponível neste mundo meu deus kkk), olhar para as mais jovens e saber que não importa o que vc faça nunca mais vai ser dquele jeito... pqp, é dureza viu minha amiga.

Então é isso, vou quebrar o espelho e tratar de ocupar meu tempo fortalecendo as bases do que vai me fazer bem nos próximos anos, a paz, a liberdade e a "paciência" rsrsrs

vida longa e próspera rsrsr

Clarice disse...

Anônima, não sei se quebrar espelhos é uma boa ideia, mas quem sabe treinar a biqueira do pé no traseiro do marido, se não há mais motivos pra ficar servindo de apoio pra quem não merece.
Olhar quem passa também é direito de seus olhos, bela!
Abraço.