TRANSLATOR( BLOG OR POST)

25 de abr de 2009

Respostas abertas

Resolvi abrir duas respostas para tirar um peso dos ombros.

Lê,

acredito que o Banco do Brasil e a previdência estão de conluio para ver quantos eles mandam para o hospital com os nervos em frangalhos. É a razão da minha ausência e que está melhor explicada na resposta que dou abaixo, a um amigo e ex-colega de profissão e de sala.

Nem tenho certeza de que já consegui relaxar, mas pelo menos a voz está voltando. Foram 13 pessoas por telefone e cinco na agência. Tô um caco, mas esta noite foi a primeira desta semana que não brigou com meu sono.

Segue mensagem por e-mail.

Jair,

eu nem fui até o aquário onde estavas, porque já havia passado um dia inteiro tentando resolver por telefone, até alguém sugerir que eu fosse à agência e eu sabia que seria uma longa estada.

Fiquei lá até quase 14 horas e só consegui pagar a conta do telefone. Passei por 3 atendentes e nada!A outra conta me fez ir até o concorrente. Nada do cartão ou cadastramento do computador foi resolvido depois de quatro horas.

Voltei na sexta-feira. Só consegui almoçar depois das 15 horas e depois de 3 atendentes e duas gerentes do BB. O rapaz que me atendeu já estava preocupado que eu desmaiasse na frente dele.

Precisei voltar ao atendimento por telefone, a partir de casa. Parece que consegui cadastrar o computador para pagar contas pela internet, o que só vou saber quando tentar fazer isso.

Cartão? Só em 15 dias.

Os velhinhos que irão nesta semana até a agência deveriam levar carteirinha de saúde e exigir uma ambulância na porta.Fique de olho na mídia, que entre vários bate-bocas(uma mulher ao meu lado quase saiu no tapa com um gerente), houve quem dissesse que vai denunciar a baderna à imprensa. Ninguém foi atendido em menos de 3 horas e diz a lei que só deveríamos esperar 45 minutos. Piada! Só para fazer o recadastramento foram 90 minutos.

Tenho pena dos empregados do ex-BESC, que serão largados sozinhos a partir de segunda.

Na espera ouvi alguém dizendo que sentia saudade do sistema do BESC. Tarde demais pra isso!

À noite, minha mãe conta que foi chamada pela agência. Sugeri que já fosse com os documentos e alguns remedinhos, por via das dúvidas.

O que eu sei é que não acabaram só com o BESC. Estão acabando com a clientela. Assim que eu descobrir um jeito me mudo de lá.

(Vamos aguardar o próximo capítulo, que vem grudado nas devoluções do Imposto de Renda. Pelo menos essa não me pega!)

Nenhum comentário: