TRANSLATOR( BLOG OR POST)

14 de nov de 2008

Da série "Pensa que é fácil, Zé?"


Como acontece com centenas de textos que circulam por bandas como esta, tudo vira autoria do Veríssimo ou do Sabino. O texto que abre neste link já foi atribuído até a Fernanda Young, uma chata de galocha, que pensa que é intelectual. É de rolar de rir. Inclusive com as defesas masculinas que apareceram nos comentários. Claro que as meninas vão se reconhecer. Mas os meninos precisam, aliás, deveriam ser obrigados por lei a ler.

Vamos lá: coragem!


Pois é, sócio, eu perguntei ao oráculo, esse danado!


Em tempo: eu sei criar link, mas às vezes o clique falha, e aí você vai reclamar, eu vou ter que enviar a url e ficamos nessa lenga-lenga. Clica aí e não reclama, se faz o favor!

8 comentários:

Bel disse...

Olá Clarice,

Realmente esse texto é da Sally do blog Corporativismo Feminino, já vimos ele em vários blogs sem os devidos créditos, e a medida do possível estamos avisando os desavisados da autoria do texto..

Obrigada por ter sido curiosa e perguntado ao oráculo, ao contrário de muita gente que não se preocupa em saber quem escreveu.

É um orgulho ver um texto nosso circulando na internet, mas é um desgosto perceber que não recebemos os devidos créditos por isso..

Abraços!

Bel
www.corporativismofeminino.com

Clarice disse...

Bel, eu mesma já fui vítima desse "Verissismo" e apropriação será roubo sempre.
Às vezes o texto repetido aparece em tantos espaços que eu desisto, mas esse valeu a pena escavar.
Obrigada por ter vindo até aqui.
Abraços.

elvira carvalho disse...

Eu não conhecia o texto, e como eu já passei do ponto., o texto só me deu vontade de rir.
Passar do ponto é que eu já sou sexagenária...eheheh aposto que não conhecia este termo.
Obrigada pela simpática visita ao Coisas Minhas. Gostei do seu blogue.
Queria "roubar" o texto do Sal. É seu?
Um abraço e bom fim de semana

Mauro Castro disse...

Clarice, quanto ao meu passageiro das hemorróidas, ele não admite que se fale em cirurgia. A questão, pra ele, não é um problema. Na cabeça do Bira, todos deveriam esperimentar a sensação de uma boa hemorróida. Vai entender...
Há braços!!

Pitanga Doce disse...

Clarice estive aqui ontem e escrevi um catatau e por fim...o blogger negou. Depois a net foi-se.
Olha, acho que nos dias de hoje uma mulher não faz tudo isso meeeesmo, só pra sair com um Mané.
A menos que seja uma garotinha que esteja se iniciando na arte de se desiludir.
Para esse investimento todo, tem que haver alguma confiança que a noite vai valer a pena.

beijos e hoje deu praia

Sally disse...

Oi Clarice!

Pois é, o texto é meu. Quem gostou está convidado a ler minhas postagens toda terça feira e quem não gostou também, para poder falar mal...

beijos!
Sally
www.corporativismofeminino.com

Anonymous disse...

Gostei muito...

carla

http://www.arte-e-ponto.blogspot.com

Clarice disse...

Elvira, acho que você e"ao ponto". Só falta alguém perceber.
O texto do sal não é meu e ficou sem autoria porque quando eu pesquisei apareceram mais de 600 publicações. Assim, só passei a lição adiante.
Abração e boa semana.

Mauro, o que é do gosto...
Quem sabe se voce contase pra ele que esse problema pode(realmente) evoluir para câncer.
Beijão e boa semana.

Pitanga, essa net às vezes parece brincar com a gente.
Essas inseguranças, quem não as teve, não é? Pelo menos uma. Mesmo no km 54 se algum gajo me convidasse para jantar, depois que perdi a prática, seria um belo exercício. :)
Boa semana e beijos.

Sally, o blogue já está na prateleira, sim senhora!
Obrigada por aparecer aqui. Obrigada também pela chance do riso.
Boa semana e abração.

Carla, vamos nos encontrar em breve no seu blogue.
Obrigada e volte!
Abraço.