TRANSLATOR( BLOG OR POST)

5 de set de 2008

Perseguindo um sunset

(Nuvens fotografadas da janela do quarto, de onde se pega vento do sul e sudeste.)

Onde eu moro não tem sol se pondo. Quer dizer, tem, mas ele se esconde atrás de um morro, nas costas de meu apartamento, mais ou menos às 16:00 horas no inverno e algumas horas mais tarde quando faz calor. Eu moro com vista para norte, nordeste, leste, sudeste e sul, sem vista para oeste.

A sombra no terraço avança a partir das 14:00 horas, então eu preciso sempre me apressar para acompanhá-lo, se quero esquentar o esqueleto, ou secar alguma roupa, cuidar das plantas, ou, quando o vento dá uma folguinha, quem sabe sentar nas tábuas do deque com meus bichos e brincar de ter todo o tempo do mundo disponível.

Eu amo o sol e as paisagens que ele cria.
Sinto saudades daqueles céus pintados de todos os tons de amarelo, vermelho, lilás...

(Meu horizonte a sudeste, fotografado do terraço.)

Quando começa a surgir a sombra, vejo no horizonte que uma camada se tinge de cor-de-rosa. Um tom muito suave, que me enche de sentimentos bons. Hora de achar que a vida é linda, que o dia foi bom. Hora de respirar fundo...

No alto do verão até consigo fazer algumas fotos de nuvens que refletem a descida do sol lá pelos costados do Ribeirão da Ilha, que fica atrás do morro (como a primeira que aparece no post e que se negou a ser colocada aqui).

Num desses papos de blogs Helô propõe uma troca: ela me mostra o pôr-do-sol no Guaíba e eu um daqui da Ilha, que ela confessa amar de paixão. Ai! Ai! Estou a quilômetros de uma foto dessas! Que fui arranjar!

De repente lembro de um passeio pelo Ribeirão da Ilha, lugar belíssimo, que fotografei num final de tarde.

(Ribeirão da Ilha, que fica no oeste, do outro lado do morro, atrás de onde eu moro, tendo ao fundo o Morro das Pedras Brancas, que fica no continente.)


Ali se cultivam as melhores ostras do Brasil. Se já não bastasse essa paisagem...

Para ver as fotos em tamanho maior clique sobre elas. A última foto, vista em tamanho grande, mostra as áreas de cultivo de ostras.

15 comentários:

BUH disse...

Amei as fotos!
Obrigada por passar lá no Blog.
Como está o tempo por ai? Aqui está "caindo o mundo"...
beijocas!

Mauro Castro disse...

Da sacada da minha casa se vê um lindo nascer do sol. Já do meu "escritório" canso de pegar lindos pôr-do-sol. Qualquer dia desses fotografo pra ti.
Há braços!!

São disse...

Pôr do sol há um em meu espaço, que fotografei em Maiorca, lindo.
As fotos que nos deu também são bonitas!
Semana feliz com seus bichinhos, linda.

Anonymous disse...

Oie tudo certo?

Belas fotos!!

Beijos boa semana!

Ângela

Clarice disse...

Bruna, eu sempre espio teu blog e tenho visto progressos. Um exemplo disso é teu último texto. Lindo!
Aqui continuamos encasacados, mas depois da chuvarada o sol deu as caras.
Beijos, Lindinha.

Mauro,não tive sorte nas duas visitas a Porto. Só choveu. Mande as fotos que eu vou guardar.
Abraços.

São, já estou pegando o trem pra visitar você.
Beijos.

Ângela, vamos resolvendo um ou dois problemas por dia, mas damos conta.
Quem sabe um dia você passa por aqui e vamos até o Ribeirão, hein?
Beijos e au au para o Cheff!

tiago medina disse...

Saudades de Floripa...

outra carol disse...

Ah, a troca é justa. O pôr-do-sol do Guaíba é um dos mais lindos que já vi!

Mas hoje eu estou suspeita pra falar sobre isso. Como disse o Pequeno Príncipe: "quando a gente está triste demais, gosta do pôr-do-sol".. de qualquer um deles. Belas fotos, aliás.

Beijoca.

Clarice disse...

Carol,eu atraio chuva em Porto Alegre.
Quando a gente está triste ganha um ombro amigo para desabafar. Use!
Um beijo grande e peça abraços de quem está pertinho. Alguém entregará o meu.

São disse...

Já lá deixei o nome dda estação, viu?
Abraço.

Clarice disse...

Tiago, veeeeenha!

São, valeu!

mundo azul disse...

Ribeirão da Ilha é um sonho!
Minha filha mora em Florinópolis e fui conhecer Ribeirão da Ilha...Nossa! Se um dia puder, vou morar lá... É um pedacinho de passado que por lá perdeu-se...
Ela mora no João Paulo...Tem uma vista bem bonita! Aliás, Florianópilis é toda bonita!

Gostei muito daqui! Voltarei...


Beijos de luz e o meu carinho!

Clarice disse...

Zélia, sua filha escolheu um pedaço do paraíso para morar.
Também gostei de seu blog.
Abraços.

outra carol disse...

Ah, Clarice, não se acanhe quanto a isso: sempre que perceber algum deslize, me avise. Desse mesmo, juro que eu nem sabia.. a gramática ainda me prega dessas. Mas já corrigi lá. Valeu!

E obrigada pelas palavras, sempre tão carinhosas.

Um grande beijo.

Helô disse...

clarice, eu não esqueci o compromisso da troca. parece que o tempo vai ficar firme por esses dias, então acho que vou fazer uma longa caminhada até o rio, calculando chegar lá pelas 6.
me aguarda!

Clarice disse...

Esperando, esperando, mas pelo andar do vento sul, o minuano vai fechar o tempo antes das 6.
Beijos.