TRANSLATOR( BLOG OR POST)

8 de fev de 2007

Uma casa qualquer em 2065

- Voinho, conta de novo aquela história de quando as pessoas construíam casas com um lugar onde elas entravam todos os dias, mexiam num aparelho da parede e faziam aquela mágica de fazer sair água de um cano? Conta voinho! É que tá um calorão aqui e quando você conta essas histórias minha boca até parece que não tem areia.


- Ah, voinho, não é verdade que elas ficavam embaixo daquela água para tirar a sujeira? E que a água podia até ser quente ou fria? Ninguém tinha essas feridas naquele tempo? Jura que é verdade que ninguém precisava passar pano com óleo no corpo uma vez por semana para se limpar? Que ninguém era obrigado a raspar a cabeça? Que tinha gente que fazia esse milagre até mais de uma vez por dia? Vôôô! To falando contigo, vô! Ô, vô!

- Voinho! Um dia desses na escola ninguém acreditou quando eu contei dessas fotografias que você mostra, onde tem lugares com a tal água clarinha, clarinha, escorrendo em cima de uma pedra, com passarinho voando em volta de árvores, borboleta pousando no barro, florzinha branca perto da árvore. Mostra outra vez! Juro que não vou deixar marca de poeira no celular.

-Vô, também ninguém acreditou quando eu contei que a vovó tem uns pedacinhos de sabão cheiroso, que ela ganhou da mãe dela, escondidos no armário do quarto. Eu pedi pra cheirar um pouquinho e ela deixou, mas depois guardou rapidinho. Para não perder o cheiro, ela disse. Ela contou que aquilo era colocado embaixo da tal água e virava espuma, que a mãe dela usava para tirar a poeira, o suor e que até deixava ela toda cheirosa. A voinha diz que se lembra de quando ganhava colo e sentia aquele cheiro doce do sabão cheiroso. Sabonete? Pois, é. Sabonete.

- O que é espuma, hein, vô! Verdade? Parecido com aquela preta do rio Amazonas?

-Vô! Não dorme, vô! Vô! Vô! Não adianta fingir, eu sei que você não tá dormindo! Vai, conta daquele lugar, daquele tanque enorme cheio da tal água, onde deixavam crianças para brincar o dia inteiro. Não era azulzinha aquela água? Por que era azulzinha, hein, vô?

- Vô! Comida que ficava dentro de bacia com água não tinha poeira mesmo? Você não conta mentira, né? O Zeca disse que a mãe dele encontrou uma lenha seca que já foi árvore, com nome bonito. Macieira? Nome engraçado!

- Dormiu, é? Já volto!

_ Vóóó! O voinho hoje não quer contar a historia do cano que saía água e fazia as pessoas ficarem cheirosas. Então conta aquela história do cano que ficava na cozinha. Quando tinha prato que não era de papel. Que tinha um fazedor de espuma para limpar o prato e as panelas. Era fazedor de espuma igual àquele que passavam nos carros e escorria pela rua? Não! Eu ainda não acredito que tinha cano que fazia água de varrer calçada! Ninguém me convence de que tinha tanta água assim naquele tempo!

-Vó! Fala a verdade! Quando você era criança ainda conseguia tomar banho de canequinha*? Só quando sobrava no fundo da bacia? E é verdade que com a água suja vocês molhavam as plantas? Tinha até flor em casa? Hum..sei, tá fazendo comida e não tem vontade de conversar.

- Hei,vô! Acorda! Quero saber daquela água que tinha gosto de sal e era azul, fazia onda e tiravam peixe para comer, onde entravam para lavar o corpo todo de uma vez. Mar? Eu ainda acho que essas fotos foram coloridas com o novo programinha. Não é possível que essa água marrom um dia tenha sido azul desse jeito e que não tinha cheiro de enxôfre! Como é que alguém vai acreditar em mim quando eu mostrar no meu MP127?

- Vô, senti aquele seco na boca de novo, tá até ardendo. Olha só! Ano que vem, quando eu fizer dez anos, será que ainda vou sonhar com essas fotos de montanhas pintadas de verde? É tão lindo, né?

- Mas o que eu queria mesmo era que passasse essa sede, vô...

- Ah, vô, não chora!

(*) Susana, que ontem acionou o banho de canequinha, tirou o monólogo do rascunho de papel.

Foto:daqui

8 comentários:

W.Henrique disse...

Hiiii, Clarice. Esta histórinha do voinho está muito triste. E será que ela se concretiza em 2065 ? Eu acho que , antes mesmo disso vamos ter sérios problemas com o nosso precioso líquido. É uma pena o que o homem conseguiu fazer com a sua casa, né ? O planeta está agonizando e nós somos os principais protagonistas desse crime. 2065 é ? Duvido muito. Tenho muita peninha dos meus bisnetos !!!!

Um beijo

Waldemar

Bruna Castro disse...

oi! mas Cara Clarice como ele tinha Mp127 e não tinha água?
meio estranho em?
mas o pior é que o mundo um dia vai chegar a esse ponto!
bj
Bruna Castro

Susana disse...

A gente só valoriza o que já perdeu. Essa "consciência alarmante" dos últimos dias, nos noticiários diários, não passa de especulação atrás do biodiesel. É o velho poder movendo o mundo, e rale-se quem estiver na frente. Infelizmente não tenho muita esperança no futuro, então vamos aproveitar o que ainda nos resta.

Anonymous disse...

Oie amada, não tenho fantasia, quero é descansar e muito :)

Vou mandar as fotos do meu gordo!

Ah minha irmã está na Alemanha (está nevando :D )

Bjs angel

Clarice disse...

Waldemar, eu acho que estou sendo otimista demais! E para onde eles se mudarão, se sobrar alguém?
Abraço.

Bruninha, é assim mesmo: muita tecnologia e olho cego para a natureza!
Vocês, crianças e adolescentes é que podem exigir e garantir a sobrevivência da Terra! Essa gente que só pensa em dinheiro tem que aprender com vocês!

Susana, espero que a água tenha voltado.
É triste, mas se pelo menos alguma coisa mudar, que seja pelo biodiesel ou pelos prejuízos que baterão à porta dos mais ricos, mas que mude! Para que sobre alguma coisa para os filhos, netos e bisnetos. Acho que não iremos além disso.
Beijo.

Ângela, então pernas para o ar e muito verde, dormir muito, quem sabe banho de cachoeira...
Xi! Essa menina foi passar frio tão longe?
Beijocas.

neu disse...

Ei turma...
Vamu tudu mundu pegá uma fita na locadora e assisti o praneta du macacu ou tão u; de vorta au praneta du macacu.

A mais de vinte anos foi previsto e chamado atenção através do cimena, que era o canal mais assistido nos USA.

Bruna Castro disse...

oi! é Clarice! todos falam que as crinças e adoleçentes que tem que fazer a cabeças de todos, para não gastar água e outras coisas!
BJ
Bruna

Bruna Castro disse...

oi! clarice querida tem coisa, nova , lá no blog!
bj
Bruna
Castro
bj